Menu

Title

Subtitle

Oito Dicas Para Fazer Um Prazeroso Texto De Blog


Vantagens Ao Desenvolver Um Blog No Blogspot


Hoje vamos entrevista o inventor Paulo Gannam, que vai nos mencionar sobre o assunto seu primeiro Eureca e declarar a credibilidade do serviço de inventores autônomos pra fomentar a economia, a indústria e o comércio. O que faz um inventor? Aos olhos menos concentrados, “não faz nada”, do que se trata um ser interessado, sem responsabilidades, e dado a esquisitices. Legalmente explicando, é alguém física, não ocupante de cargo efetivo, cargo militar ou emprego público, que seja solicitante de um pedido de patente (patente de invenção ou modelo de utilidade) no Instituto Nacional da Posse Industrial - INPI.


Sendo assim é aquela pessoa que não está vinculada a universidades, centros de procura, ou empresas, mas que igualmente cria e desenvolve serviços e produtos, inovadores ou não. Digo inclusive até quando ser inventor independente é muito mais vocação do que profissão. É assistir constantemente pro universo, olhar seus problemas e buscar ativamente soluções para resolvê-los - sozinho ou com a auxílio de novas pessoas que tenham mais entendimento técnico do que você.


É ter um temperamento tipicamente irritadiço, insatisfeito com as coisas do jeito que estão e, pela rodovia da imaginação, vincular produtos, amadurecer ideias até se achar o melhor caminho entre inmensuráveis pra atingir o intuito de melhorar as coisas. Existem locais que empreguem inventores ou essa profissão é qualquer coisa mais retornado pro empreendedorismo?


  • Alternativa do assunto

  • Aulas de pc

  • 21: Quais seriam tuas férias dos sonhos

  • Uma comunidade no Orkut que me representa



  • Em termos de “eureca”, ele poderá suceder em qualquer ambiente e hora, desde no banheiro até durante uma acalorada discussão. Tomar um cafezinho e pôr o pé pela avenida também auxílio muito. Estar em locais com imagens em movimento te coloca numa frequência inventiva na qual você passa a observar o jeito das pessoas e o funcionamentos dos materiais de um modo sem-aproximado. No entanto de modo geral cada inventor vai trabalhar onde bem empreenda, dentro de tuas experctativas. Tudo vai precisar dos recursos de que desfruta e das competências que ele traz na sua bagagem cultural e técnica. Eu trabalho em casa, contudo nem ao menos todos os meus inventos sou eu que desenvolvo, já que muitas ideias demandam áreas do discernimento que só um engenheiro especializado ou programador podes fazer.


    Quanto à segunda pergunta, há sim empresas que empregam inventores, contudo dentro das empresas geralmente eles recebem outros nomes. O inventor poderá ser um “creative designer” dentro da organização, ou mesmo um engenheiro de inovação do departamento de busca e desenvolvimento. O pessoal do marketing da empresa pois nem sequer se fala. No fundo, todos são, de algum modo e em algum momento, inventores.


    Eles estão tendo ideias a todo o instante para formar, aperfeiçoar e montar novos produtos. Até hoje, qual foi a sua invenção de maior sucesso? Por ora, me encontro em negociação com organizações. Não é acessível transformar uma ideia em produto e, mais ainda, um produto em sucesso de vendas. Basta a gente relembrar do filme “Joy: O Nome do Sucesso”, lançado em 2015. Batalhões de projetistas, designers, publicitários de grandes organizações procuram esse propósito, com repercussão modesto pela enorme maioria dos casos. Sonhe para nós assim sendo, minúsculos inventores com ideias aparentemente boas.


    Tenho 4 inovações com patente depositada, com protótipo (provas de conceito pra amostra) e procuro organizações investidoras interessadas em fazer uma validação e, se apontada efetiva viabilidade, lançar estes produtos no mercado mediante contrato de licenciamento ou assemelhado. É um aparelhinho eletrônico de intercomunicação instantânea que alerta, com frases curtas e diretas, cada dificuldade/ocorrência identificável em um carro ou nas estradas.


    A comunicação é feita pelos usuários de outro automóvel que também disponha do aparelho e não depende sempre de internet, cujo sinal é ruim em certos locais. Para quem não tiver o Comunicador instalado, concluímos um aplicativo que neste instante poderá interagir e se avisar com o Comunicador, aumentando chances de escalabilidade.

Go Back

Comment

Blog Search

Blog Archive

Comments

There are currently no blog comments.